LIVROS PUBLICADOS

MANUAL DOS ACORDOS DE LENIÊNCIA NO BRASIL

TEORIA E PRÁTICA (CADE, BC, CVM, TCU, CGU, AGU, MP)

Neste livro, Amanda Athayde apresenta, pela primeira vez no Brasil, uma sistematização de todos os tipos de Acordo de Leniência existentes no país: o Programa de Leniência Antitruste do Cade; o Programa de Leniência no Sistema Financeiro Nacional, do BC e da CVM; o Programa de Leniência Anticorrupção da CGU, da AGU, do TCU e do MP; e o Programa de Leniência do próprio MP. 

A obra reflete a vasta experiência da autora com a negociação de Acordos de Leniência e com cooperações interinstitucionais, conjugando teoria e prática. A parte teórica delineia as justificativas e os pilares unificadores de todos os Programas de Leniência, enquanto a parte prática apresenta aos leitores as discussões mais recentes e o passo a passo didático das negociações de Acordos de Leniência em cada uma das autoridades públicas investigadoras no Brasil. Trata-se de uma obra completa, um marco na doutrina jurídica brasileira, que vem preencher o enorme vazio na literatura sobre o tema.

ANTITRUSTE

VAREJO E INFRAÇÕES À ORDEM ECONÔMICA

O livro analisa temas atuais do direito comercial e concorrencial no varejo supermercadista. Discute a configuração dos supermercados como plataformas de dois lados com características de gargalo à concorrência e argumenta que o supermercado não é mais um simples comprador, intermediário neutro no mercado. O varejista, ao adquirir produtos dos fornecedores, também atua como prestador de serviços ao fornecedor para acesso à sua plataforma, além de prestador de serviços ao fornecedor dentro da sua plataforma, enquanto detentor das gôndolas nos supermercados. Essa situação se agrava diante do surgimento e fortalecimento das marcas próprias, de modo que o supermercado passa a atuar também como um concorrente do próprio fornecedor. Assim, diante da alteração histórica do jogo de poder nesse mercado, é proposta uma inovadora categorização de práticas comerciais no mercado varejista, e algumas dessas práticas em especial são analisadas pela autora: (i) pagamento de taxas e condições de acesso, (ii) gestão de categorias, (iii) uso indevido de informação comercialmente sensível para colusão e/ou para criação de marcas próprias de imitação e (iv) cláusula do comprador mais favorecido (MFN). Ao final, é proposto um novo fluxo de análise dessas práticas comerciais, composto de sete etapas, mais adaptado a essa moderna análise antitruste no varejo supermercadista.

  • Facebook Pessoal
  • Grupo Facebook
  • White LinkedIn Icon

2017 by @irisramadasdesign